MANIFESTAÇÕES

Insatisfeitos com quarentena, comerciantes fazem protesto em vários pontos do Recife

Por causa da quarentena, os manifestantes pediram cestas básicas e o aumento do novo valor e do tempo de pagamento do auxílio emergencial

Insatisfeitos com quarentena, comerciantes fazem protesto em vários pontos do Recife

A quarentena mais rígida em Pernambuco decretada pelo Governo de Pernambuco para conter o avanço da covid-19 - Foto: Cortesia

Insatisfeitos com a quarentena mais rígida decretada pelo Governo de Pernambuco para conter o avanço da covid-19, que permite apenas o funcionamento de serviços essenciais, comerciantes realizaram protestos na manhã desta quinta-feira (25), em vários pontos do Recife.

Eles pediram cestas básicas e o aumento do novo valor e do tempo de pagamento do auxílio emergencial para as famílias afetadas pela pandemia do novo coronavírus (covid-19).

Ato

Na Rua Princesa Isabel, na Boa Vista, o trânsito foi bloqueado, no início da manhã. Com cartazes e faixas, comerciantes informais fecharam a via. Agentes da Autarquia de Trânsito e Transporte (CTTU) desviaram o tráfego da rua.

>> Saiba o que pode e o que não pode funcionar durante período de quarentena em Pernambuco

Além do bairro da Boa Vista, as manifestações aconteceram também em outros seis locais da cidade. A categoria reivindica o retorno das atividades. Por volta das 8h, o Corpo de Bombeiros foi chamado para apagar o fogo e liberar a pista.

 

>> Categorias que foram obrigadas a fechar durante quarentena questionam os critérios usados para definir o que é essencial ou não

Período de quarentena

Durante o período de quarentena em Pernambuco, para conter o avanço da covid-19, ficam proibidos de funcionar os serviços de bares e restaurantes; shoppings e galerias comerciais; óticas; salas de cinema e teatros; academias; salão de beleza e similares; comércio varejista de vestuário, calçados, eletroeletrônicos e linha branca, cama, mesa e banho e produtos de armarinho.

Além disso, escolas e universidades (públicas e privadas); clubes sociais, esportivos e agremiações; práticas e competições esportivas; praias, parques e praças; ciclofaixas de lazer, eventos culturais e de lazer, além dos sociais.

Já as igrejas e demais templos religiosos poderão abrir para atividades administrativas e para preparação e realização de celebrações via internet.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.