SENADO

Auxílio financeiro para agricultores familiares é aprovado; veja outras categorias

Confira quais os requisitos e outras categorias que também tiveram auxílios aprovados, além dos beneficiários do auxílio emergencial

Auxílio financeiro para agricultores familiares é aprovado; veja outras categorias

Projeto prevê pagamento de R$ 600 em auxílio a esses trabalhadores - Foto: Marcello Casal Jr./ABr

Agência Brasil

O Senado aprovou o Projeto de Lei 735/2020, que estabelece medidas de socorro financeiro aos agricultores familiares. O projeto de auxílio financeiro a agricultores passou primeiro pela Câmara e foi aprovado pelo Senado sem alterações.

>> Aprovado auxílio emergencial para agricultor; veja outros beneficiados

Ele segue para sanção do presidente da República, que pode sancionar o projeto ou vetá-lo, todo ou em parte.

 

 

>> Auxílio emergencial: Caixa paga a inscritos no app ou site nesta sexta (7)

>> Auxílio emergencial: Veja se deve desbloquear conta até esta sexta (7)

>> Proposta aumenta o público que pode receber auxílio emergencial

>> Veja nova forma de contestar pedido negado do auxílio emergencial

>> Auxílio emergencial: Caixa divulga novo calendário de pagamento

 

Parcelas

O projeto traz, entre seus principais dispositivos, a previsão do pagamento de cinco parcelas de R$ 600 a título de auxílio aos agricultores familiares. Além disso, o projeto também prevê um fomento emergencial de inclusão produtiva rural, um pagamento de R$ 2,5 mil, em parcela única, por unidade familiar. Para a mulher agricultora familiar, a transferência será de R$ 3 mil.

 

>> Novo calendário: confira todas as datas do auxílio emergencial até agora

>> Pedidos revistos: Mais 1,15 milhão vão receber auxílio emergencial

>> Auxílio emergencial: Senadores criticam veto à prioridade para mãe chefe de família

>> Auxílio emergencial: veja calendário da 5º parcela do Bolsa Família

>> Nascidos até março já podem sacar o auxílio emergencial; veja como

 

Requisitos

O auxílio de R$ 600 só será pago àqueles que não tenham sido beneficiados pelo auxílio emergencial do governo. O agricultor familiar não pode ter emprego formal, nem receber outro benefício previdenciário, exceto Bolsa Família ou seguro-defeso, e deve ter renda familiar de até meio salário mínimo (R$ 522,50) ou renda familiar total de até três salários mínimos.

 

>> Projeto dá prazo para pessoas em situação de rua solicitarem auxílio emergencial

>> Contestação do auxílio emergencial negado pode ser feita via Dataprev

>> Auxílio emergencial tem 903.719 cadastros inconclusivos; Veja o que fazer

>> Auxílio Emergencial: Inconsistência cadastral pode ser resolvida no app

>> Perdeu o direito ao auxílio emergencial? Saiba o motivo e o que fazer

 

Garantia-Safra

Outro ponto do projeto concede o auxílio Garantia-Safra, automaticamente, a todos os agricultores familiares aptos a receber o benefício durante o período de calamidade pública, condicionado à apresentação de laudo técnico de vistoria municipal comprovando a perda de safra.

O Garantia-Safra assegura ao agricultor familiar o recebimento de um auxílio pecuniário, por tempo determinado, caso perca sua safra em razão de seca ou excesso de chuvas.

 

>> Auxílio emergencial: saiba o que fazer caso o aplicativo Caixa Tem não funcione

>> Auxílio Emergencial: Confira como comprar e pagar contas no Caixa Tem

 

Pronaf

O texto também institui linhas de crédito rural no âmbito do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf). Podem se beneficiar das medidas agricultores com renda familiar mensal de até três salários mínimos.

 

Outras categorias com auxílios aprovados

 

Esportes

O plenário da Câmara dos Deputados aprovou na quinta-feira (16), o Projeto de Lei (PL) 2.824/20, que prevê medidas para socorrer o setor esportivo brasileiro enquanto vigorarem as medidas de isolamento social ou de quarentena vinculadas à pandemia do novo coronavírus, causador da covid-19. 

>> Câmara aprova auxílio emergencial para atletas

O pacote de medidas inclui o pagamento de auxílio emergencial de R$ 600 aos atletas durante três meses e a suspensão, por um ano, do pagamento de débitos tributários de empresas do setor esportivo com a União.

Cultura

O presidente Jair Bolsonaro editou medida provisória (MP) que abre crédito extraordinário de R$ 3 bilhões a estados, municípios e ao Distrito Federal para o pagamento do auxílio financeiro ao setor cultural. A MP nº 990/2020 foi publicada no Diário Oficial da União.

A Lei nº 14.017/2020, que instituiu o auxílio, chamada de Lei Aldir Blanc, foi sancionada no final do mês passado. As atividades do setor - cinemas, museus, shows musicais e teatrais, entre outros - foram umas das primeiras a parar, como medida de prevenção à disseminação do novo coronavírus no país.

>> Lei do auxílio emergencial para profissionais da cultura é publicada

>> MP que dá prazo para devolução de auxílio emergencial é aprovada

O texto da lei prevê o pagamento de três parcelas de um auxílio emergencial de R$ 600 mensais para os trabalhadores da área cultural, além de um subsídio para manutenção de espaços artísticos e culturais, microempresas e pequenas empresas culturais, cooperativas e organizações comunitárias.

Ainda tenho dúvidas. O que faço?

A prestação de informações o auxílio emergencial está disponível apenas por meio do aplicativo CAIXA | Auxílio Emergencial, do site do auxílio emergencial auxilio.caixa.gov.br e da central telefônica exclusiva 111. Confira os canais da Caixa Econômica Federal para mais informações sobre o benefício e o Caixa Tem:

  • auxilio.caixa.gov.br
  • Central de Atendimento CAIXA – 111
  • Central de Atendimento do Ministério da Cidadania – 121
  • twitter.com/caixa
  • facebook.com/caixa
  • instagram.com/caixa
  • youtube.com/user/canalcaixa

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.