TRATAMENTO

Hospital de campanha está sendo construído para pacientes com novo coronavírus em Paulista

 A obra foi iniciada nesta quarta-feira (8)

Suzyanne Freitas
Suzyanne Freitas
Publicado em 08/04/2020 às 17:20
Almir Martins / Prefeitura do Paulista
FOTO: Almir Martins / Prefeitura do Paulista
Leitura:

Com o objetivo de acolher pacientes do novo coronavírus, um hospital de campanha começou a ser construído na cidade do Paulista, Região Metropolitana do Recife. A obra foi iniciada nesta quarta-feira (8), no Clube Municipal do Nobre, e a previsão apresentada pela Secretaria de Saúde do município é que deve demorar aproximadamente 10 dias para a estrutura ficar pronta. Atualmente, a construção está em fase de concretagem.

O hospital de campanha terá capacidade para 60 leitos e irá acolher os pacientes do município, em final de tratamento da covid-19. Com um custo estimado de R$1,2 milhão mensais, a estrutura contará com 120 profissionais, equipamentos e medicamentos.

>>Coronavírus: PE confirma mais 13 mortes e 49 casos nas últimas 24h

>>Coronavírus: 80% dos leitos de UTI para o combate estão ocupados

Leitos da cidade

Além dos 60 leitos que estão sendo montados no município, haverá a disponibilidade de outros 27 leitos no Hospital Nossa Senhora Aparecida, o antigo Hospital Central, totalizando, neste primeiro momento, 87 leitos. O município também está contratando duas ambulâncias para fortalecer o sistema de transporte de pacientes em tratamento do novo coronavírus.

Coronavírus em PE

A Secretária Estadual de Saúde de Pernambuco (SES-PE), confirmou na manhã desta quarta-feira (8), mais 49 casos do novo coronavírus e 12 óbitos. Com esse aumento, o número de pessoa infectadas chegou a 401 no Estado e o de vítimas fatais a 46. Os últimos pacientes confirmados, têm idades entre 38 e 92 anos.

O que é coronavírus?

Coronavírus é uma família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus foi descoberto em 31/12/19 após casos registrados na China.Os primeiros coronavírus humanos foram isolados pela primeira vez em 1937. No entanto, foi em 1965 que o vírus foi descrito como coronavírus, em decorrência do perfil na microscopia, parecendo uma coroa.

A maioria das pessoas se infecta com os coronavírus comuns ao longo da vida, sendo as crianças pequenas mais propensas a se infectarem com o tipo mais comum do vírus. Os coronavírus mais comuns que infectam humanos são o alpha coronavírus 229E e NL63 e beta coronavírus OC43, HKU1.

Como prevenir o coronavírus?

O Ministério da Saúde orienta cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o coronavírus. Entre as medidas estão:

  • Lavar as mãos frequentemente com água e sabonete por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.
  • Se não houver água e sabonete, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool.
  • Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas.
  • Evitar contato próximo com pessoas doentes.
  • Ficar em casa quando estiver doente.
  • Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo.
  • Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com freqüência.
  • Profissionais de saúde devem utilizar medidas de precaução padrão, de contato e de gotículas (mascára cirúrgica, luvas, avental não estéril e óculos de proteção).
  • Para a realização de procedimentos que gerem aerossolização de secreções respiratórias como intubação, aspiração de vias aéreas ou indução de escarro, deverá ser utilizado precaução por aerossóis, com uso de máscara N95.

+VÍDEOS