Abuso de autoridade

Vídeo: Reportagem da TV Jornal é hostilizada por policiais ao vivo e expulsa da Delegacia do Espinheiro


A repórter Suelen Brainer e a equipe da TV Jornal estava no local realizando um entrevista sobre o caso de motorista de aplicativo assassinado

Caterine Costa de Oliveira
Caterine Costa de Oliveira
Publicado em 18/11/2021 às 16:15
Reprodução/TV Jornal
FOTO: Reprodução/TV Jornal
Leitura:

A equipe de reportagem da TV Jornal foi hostilizada e expulsa por policiais civis quando fazia uma entrevista ao vivo na Delegacia do Espinheiro, na Zona Norte do Recife.

Na ocasião, a repórter Suelen Brainer conversava com um parente do motorista de aplicativo baleado e morto durante assalto em Vitória de Santo Antão. Veja vídeo abaixo:

As imagens mostram o momento em que os policiais intimidam a repórter e empurram a câmera do cinegrafista para baixo.

"Estão tentando impedir o trabalho da gente. Eu estou aqui desde sempre na entrada da porta da delegacia e ninguém nunca disse nada, agora chega o policial para tentar proibir nosso trabalho", comenta Suelen Brainer.

>>'Eu vi meu pai naquele pai': Repórter da TV Jornal que se emocionou e recebeu abraço de pai do motorista de aplicativo encontrado morto fala sobre experiência

A jornalista que ele e a equipe estavam no local, com os equipamentos para a entrada ao vivo, e não houve nenhum impedindo.

"Estou prestando um serviço de uma pessoa vítima de violência. A pessoa chegou aqui sem o mínimo de educação. Estou dentro da parte da delegacia, mas a delegacia é um órgão público", completou.

Nota Sindicato dos Policiais Civis de Pernambuco

O Sindicato dos Policiais Civis de Pernambuco - SINPOL-PE, tomou conhecimento do acontecido com a equipe de reportagem da TV Jornal na delegacia do Espinheiro.

Não sabemos as razões que ensejaram a atitude dos colegas, porém a orientação do Sindicato é que os servidores Policiais Civis devem sempre prezar pelo bom atendimento ao público, à PM e à imprensa, pois isso é um dos pilares da nossa Operação Polícia Cidadã.

>>Repórter da TV Jornal se emociona e recebe abraço de pai do motorista de aplicativo encontrado morto

Sabemos do nível de estresse que a própria função policial exige, e que o quadro piora dentro de uma realidade com baixo efetivo, baixíssimos salários, condições precárias de trabalho e falta de respeito funcional.

Reforçamos o compromisso da categoria com o bom atendimento e bons serviços a TODA sociedade.