FRAUDE

CGU: Quase 300 mil servidores públicos receberam auxílio emergencial

Servidores federais, estaduais e municipais receberam indevidamente o auxílio emergencial.


CGU: Quase 300 mil servidores públicos receberam auxílio emergencial

Servidores não estão mais recebendo o dinheiro e que terão que devolver o que foi depositado irregularmente - Foto: Reprodução/TV Jornal Interior

Com informações da Agência Câmara de Notícias

O ministro da Controladoria Geral da União (CGU), Wagner Rosário, disse nessa terça-feira (14) aos parlamentares da comissão mista que acompanha as ações econômicas de combate à pandemia de Covid-19 que foram descobertos 299 mil servidores federais, estaduais e municipais que receberam indevidamente o auxílio emergencial.

 

>> Auxílio emergencial: fase de saques é encerrada; veja próximas datas

>> Auxílio emergencial chega à quarta parcela; veja calendários da Caixa

>> Pagamento da quarta parcela do auxílio emergencial para beneficiários do Bolsa Família já tem data para começar

>> Cronograma de saque do auxílio emergencial vai até setembro

>> Auxílio emergencial: pagamento é dividido em 4 lotes de beneficiários

Punições e fraudes

Ele disse que os servidores que agiram de má fé serão punidos, mas explicou que muitos tiveram seu CPF utilizado por terceiros ou eram militares que estavam inscritos no Cadastro Único e receberam automaticamente.

Os servidores identificados na lista de beneficiários do auxílio emergencial já não estão mais recebendo o dinheiro e terão que devolver a quantia depositada irregularmente.

>> Auxílio Emergencial: Veja se você pode ser excluído da quarta parcela

>> Quem recebe R$ 1.200 vai ter valor diferente na quarta parcela do auxílio emergencial?

>> Confira as datas dos próximos saques do auxílio emergencial e quem recebe quarta parcela a partir do dia 20 de julho

Denúncias e devolução

No Portal da Transparência é possível verificar quem recebeu o auxílio emergencial e denunciar o recebimento indevido. A pesquisa pode ser feita por nome, CPF, localidade e mês de pagamento. 

Também foi criado um site para o cidadão devolver o auxílio emergencial recebido irregularmente. Segundo o ministério da Cidadania, até o dia 3 de junho, 64 mil pessoas emitiram Guias de Recolhimento da União (GRU) para devolução dos valores. 

>> Fiscalização do auxílio emergencial é ampliada

>> Quem teve o auxílio emergencial negado já pode recorrer à Defensoria Pública

>> Teve o auxílio emergencial negado? Veja como contestar resultado do cadastro

>> Justiça Federal de Pernambuco oferece serviços gratuitos para quem teve o auxílio emergencial negado e precisa recorrer

Como devolver

 O Ministério da Cidadania disponibilizou uma página na internet com o passo a passo para a devolução do auxílio emergencial

Após acessar a página, para devolução das parcelas do auxílio emergencial recebidas fora dos critérios que permitem o recebimento do auxílio, basta seguir as orientações abaixo:

  1. Informar o CPF do beneficiário que irá fazer a devolução;
  2. Selecionar a opção de pagamento da GRU – “Banco do Brasil” ou “qualquer banco”.

Para pagamento no Banco do Brasil, basta marcar a opção “Não sou um robô” e clicar no botão “Emitir GRU”.

Para pagamento em qualquer banco, é necessário informar o endereço do beneficiário, conforme informações que serão pedidas após selecionar “Em qualquer Banco”, marcar a opção “Não sou um robô” e clicar no botão “Emitir GRU”.

De posse da GRU, é necessário fazer o pagamento nos diversos canais de atendimento dos bancos como a internet, os terminais de autoatendimento e os guichês de caixa das agências, lembrando que a GRU com opção de pagamento no Banco do Brasil só pode ser para canais e agências do próprio banco".

>> Auxílio Emergencial: Confira como comprar e pagar contas no Caixa Tem

>> Advogado explica previsão de resposta para quem não recebeu o auxílio de R$ 600 e pagamento da quarta e quinta parcela

>> Não consegue tirar a carteira de identidade para obter o auxílio de R$ 600? Saiba o motivo e como resolver

>> Saiba se você pode receber ou será excluído da quarta parcela do auxílio emergencial 

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.