SOLIDARIEDADE

Ação do Instituto JCPM distribui cestas básicas e estimula economia

A ação “Juntos pela Comunidade”, promovida pelo Instituto JCPM de Compromisso Social, distribuiu cestas básicas para famílias de Brasília Teimosa

Ação do Instituto JCPM distribui cestas básicas e estimula economia

Projeto #Juntospelacomunidade, criado pelo Instituto JCPM - Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem

Uma ação promovida pelo Instituto JCPM de Compromisso Social distribuiu cestas básicas para famílias que moram em Brasília Teimosa, na Zona Sul do Recife, nesta sexta-feira (12).

A frase “juntos pela comunidade” é o tema da campanha. Serão distribuídas 163 cestas básicas às famílias mais vulneráveis da comunidade.

>> IJCPM doa cestas básicas na comunidade Ilha de Deus

>> Atitude Cidadã: Instituto JCPM doa EPI para Hospital Barão de Lucena

>> Instituto JCPM distribui vale alimentação para moradores da Zona Sul do Recife

Beneficiados e voluntários

Todos os beneficiados foram previamente selecionados. A escolha foi feita pelos jovens do Instituto, que moram na comunidade.

Como eles são muitos e todos fizeram questão de participar, as equipes foram divididas a cada três horas. A entrega será feita durante todo o dia. Para os jovens, essa é uma oportunidade única de ajudar quem realmente precisa.

Ações na pandemia

De acordo com a coordenadora de desenvolvimento do instituto, desde o início da pandemia da covid-19 (novo coronavírus), o grupo vem realizando ações como essa, de ajuda às comunidades da área e também no bairro do Pina.

Só nos últimos meses, foram distribuídas mais de sete mil cestas básicas.

Estímulo à economia

Na ação, segundo Fabia Siqueira, coordenadora de desenvolvimento social do IJCPM, as cestas básicas são compradas nas comunidades, como forma de estimular a economia local.

>> Coronavírus: Profissionais de saúde do Recife criam campanha para arrecadação de doações
>> Núcleo de Apoio à Criança com Câncer afirma que doações caíram pela metade por causa do coronavírus
>> Pandemia do coronavírus: Lar do Neném pede doações para se manter
>> Delegacia de Boa Viagem e ONG fazem campanhas para arrecadar doações
>> Coronavírus: HCP e Detran lançam campanhas para arrecadar doações
>> Veja como ajudar e onde procurar ajuda neste cenário de coronavírus 

A maioria das pessoas se infecta com os coronavírus comuns ao longo da vida, sendo as crianças pequenas mais propensas a se infectarem com o tipo mais comum do vírus. Os coronavírus mais comuns que infectam humanos são o alpha coronavírus 229E e NL63 e beta coronavírus OC43, HKU1.

Como prevenir o coronavírus?

O Ministério da Saúde orienta cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o coronavírus. Entre as medidas estão:

  • Lavar as mãos frequentemente com água e sabonete por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.
  • Se não houver água e sabonete, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool.
  • Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas.
  • Evitar contato próximo com pessoas doentes.
  • Ficar em casa quando estiver doente.
  • Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo.
  • Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com freqüência.
  • Profissionais de saúde devem utilizar medidas de precaução padrão, de contato e de gotículas (mascára cirúrgica, luvas, avental não estéril e óculos de proteção).
  • Para a realização de procedimentos que gerem aerossolização de secreções respiratórias como intubação, aspiração de vias aéreas ou indução de escarro, deverá ser utilizado precaução por aerossóis, com uso de máscara N95.

Confira o passo a passo de como lavar as mãos de forma adequada: 

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.